• Rachel Serodio

Quer viver em Portugal? Conheça os diferentes tipos de visto

Com a crescente demanda de brasileiros interessados em viver em Portugal, decidimos listar as quatro categorias de visto para entrada no país. Cada um varia de acordo com o tempo em que a pessoa permanecerá em solo lusitano ou o objetivo da viagem. São eles:


✅Para trânsito ou escala aeroportuária: servem apenas para quem vai fazer uma escala no país, mas o destino final é outro.

✅ De turista: destinado a pessoas que estão a passeio ou negócios, por no máximo 90 dias.

✅ Estada Temporária: para quem irá exercer alguma atividade no país por no máximo 1 ano.

✅ Residência ou longa duração: para períodos superiores a 1 ano.


É importante ressaltar que um acordo entre Brasil e Portugal abstém brasileiros da necessidade dos dois primeiros tipos de vistos.


O visto de estada temporária se divide ainda em alguns tipos:


  • Visto para tratamento médico, onde o titular precisa cumprir requisitos gerais, além de comprovar que o tratamento médico será realizado em centro oficial reconhecido pelo Estado.

  • Visto de transferência de cidadãos nacionais de países membros da OMC, destinado a pessoas que sejam naturais de países membros da Organização Mundial do Comércio, quando transferidas para obter algum tipo de formação profissional ou prestarem algum tipo de serviço.

  • Visto de atividade profissional subordinada ou independente temporária, no qual o requerente deve apresentar uma promessa de trabalho ou exercício de trabalho autônomo em Portugal.

  • Visto para quem realizará pesquisa científica ou atividade docente em uma instituição oficial portuguesa.

  • Visto para atletas amadores que irão realizar atividade ou competir no país.

  • Visto para estudantes de intercâmbio ou que farão estágio não remunerado ou mesmo trabalho voluntário.

  • Visto para quem irá acompanhar familiares que estarão em Portugal para tratamento médico.

  • Visto para quem está com contrato de trabalho temporário.

  • Visto para quem irá realizar um curso por no máximo 12 meses em Portugal.


Já os vistos de longa duração possuem 7 tipos diferentes:

Visto de trabalho: para quem irá trabalhar no país por período superior a um ano. É preciso ter a promessa de trabalho ou contrato para requisitar este tipo de visto.

  1. Visto para profissional liberal ou empreendedor, indicado para quem quer abrir uma empresa em Portugal.

  2. Visto para investigação ou atividade altamente qualificada, semelhante ao visto para pesquisador ou docente, mas que permanecerão por mais de 1 ano.

  3. Visto de estudo, estágio ou voluntário, mas que permanecerão por mais de 1 ano.

  4. Visto de estudo/mobilidade para quem já está na Europa, mas que não é natural de um país da União Europeia.

  5. Visto de reagrupamento familiar, destinado a pessoas que querem se reagrupar com familiares que já estejam no país.

  6. Visto para aposentados ou titulares de rendimentos: comumente solicitado por brasileiros aposentados e que possam morar no país sem trabalhar. Pode ser da aposentadoria, renda proveniente de direitos autorais, aluguéis recebidos, lucros e dividendos de empresas, investimento financeiro, entre outros.


Turistas brasileiros precisam de visto?


Brasileiros podem visitar o país sem requisitar este tipo de visto. Lembrando que, temporariamente, a entrada de brasileiros no país está suspensa devido à pandemia. Mas, em condições normais, é possível permanecer em Portugal por até 3 meses sem visto.

Alguns requisitos são obrigatórios: contratação de seguro viagem, passagem de volta comprada, recursos financeiros e carta convite (documento emitido pela pessoa anfitriã que receberá o visitante em Portugal) - pode ser substituída pela comprovação de reserva de estadia.

Visite Portugal de forma segura e sem transtornos. Consulte nossa equipe e evite dores de cabeça. Boa viagem!

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo